segunda-feira, 1 de agosto de 2016

NÃO DEIXE O AMOR DA SUA VIDA ESCAPAR




 A UTOPIA DO ..."E FORAM FELIZES PARA SEMPRE"

Ninguém é perfeito, consequentemente, nenhum casal, é ou será 100% feliz. Aquela impressão de que os outros casais parecem mais felizes, é pura ilusão. Ocasionalmente, todos passam por conflitos e problemas.
Felicidade plena, príncipes e princesas existem somente nos contos de fadas.
Diferenças e desentendimentos sempre ocorrerão nos relacionamentos, todavia, quando o casal se ama e tem maturidade, procuram seguir três passos básicos para harmonizar a convivência diária.

PERDÃO - Quando a situação não é grave, perdoam.

TOLERÂNCIA - Não somos perfeitos. Como podemos exigir perfeição do outro?
Por isso, é razoável que sejamos tolerantes com os defeitos e limitações da outra pessoa

CEDER - Na vida, temos que ceder algumas vezes. Ceder não é ser fraco. Em determinadas circunstâncias, quando abrimos mão de algo em detrimento de outra pessoa, significa bom senso e sensibilidade para compreender o ponto de vista ou as necessidades do outro.
Ceder não significa termos que nos anular, ou seja, não é necessário fazer sempre a vontade do outro para satisfaze-lo(a) o tempo todo. Assim como também não é possível termos razão sempre. O ideal é o equilíbrio e o bom senso.
A vida a dois é um eterno exercício de paciência e entendimento. 

Por isso, lute pelo seu amor. Não deixe ele escapar por causa de pequenos desentendimentos, bobagens e besteiras do dia a dia. Todavia, se os atritos forem constantes, é importante ponderar e verificar se vale à pena investir ou desistir da relação. 



Luiz Lira
Atuo na área de Recursos Humanos.
Nas horas vagas, gosto de ler, refletir e opinar sobre comportamento, relacionamentos e dilemas do cotidiano. 
Gosto de compartilhar temas que estimulem a reflexão.

"Precisamos entender que não existe ser humano ideal. O que existe é o ser humano certo. O ser humano ideal não possui defeitos. O ser humano certo tem defeitos, qualidades, e na soma de tudo é um resultado em que você resolve acreditar" - Fábio de Melo