terça-feira, 27 de outubro de 2015

PORNOGRAFIA - FANTASIA E REALIDADE


fantasia = realidade
Até meados dos anos 90, imagens de sexo explícito eram vistas apenas através do videocassete, por meio das antigas fitas VHS que ficavam escondidas num canto das hoje extintas vídeo locadoras, ou ainda, naqueles antigos cinemas de reputação duvidosa. Antes disso, restavam apenas as revistas voltadas ao público masculino adulto.
Com o advento e a popularização da internet e das TVs por assinatura, qualquer pessoa passou a ter fácil acesso à pornografia. Basta um clique para visualizar cenas de sexo explícito.



Enquanto as mulheres são um tanto auditivas, os homens são mais visuais. Assim, para o homem, o simples ato de olhar, é o suficiente para estimulá-los. Por isso, eles tendem a acessar esse tipo de conteúdo com maior frequência. Isso não chega a ser um problema, desde que  haja moderação, e reflitam sobre o que é fantasia e o que é realidade, e entendam que o mundo virtual não pode sobrepor-se ao mundo real, e que nem tudo que é apresentado nesses vídeos representa a realidade do dia a dia das pessoas.

No mundo real, segundo pesquisa divulgada, metade ou 51% dos brasileiros está insatisfeita com sua vida sexual. O levantamento, patrocinado por um fabricante de preservativos, também mostra que 62% dos homens relatam dificuldades em manter a ereção, e um número significativo de mulheres não conseguem chegar ao orgasmo sempre que tem relações sexuais.
A Durex Global Sex Survey analisou entrevistas com homens e mulheres no país, com idades entre 18 e 65 anos. Outras pesquisas mundo afora revelam percentuais aproximados. 


O sonho de todo homem



  • Nos filmes, os atores pornôs são sempre bem dotados;
  • Permanecem de pênis ereto por um tempão;
  • Dão sempre três sem tirar;
  • Apresentam performances mirabolantes;
  • Transam por horas em posições acrobáticas, jamais se cansam e nunca broxam;
  • Sempre participam de surubas com sexo anal, vaginal, oral e DP. 
  • Estão sempre com tesão, prontos para o sexo a qualquer hora do dia ou da noite. Ejaculam volumes enormes de sêmen;
  • Sempre haverá duas garotas disponíveis, lindas e gostosas, que aceitarão "numa boa" participar com eles de um "ménage à trois".
A realidade
  • Esses homens são selecionados de forma criteriosa para atuarem como atores pornôs;
  • Muitos deles utilizam medicamentos específicos para turbinar a rigidez do pênis e prolongar o tempo de ereção durante as gravações;
  • Há técnicas de edição e outros recursos de filmagens que permitem que tudo pareça ser sempre perfeito, sem erros;
  • As falhas são cortadas,  e quando uma cena não fica boa, é refilmada quantas vezes forem necessárias, além de outros truques e artifícios utilizados nos sets de filmagens;
  • Há momentos em que falta tesão suficiente para o sexo, e a gravação é adiada para outra ocasião, evitando-se assim,  as indesejadas broxadas e a consequente perda de tempo. Para evitar esses "micos" e "garantir" a performance sexual, muitos atores utilizam medicamentos contra a disfunção erétil.
Em suma, depois de concluído o filme, fica a impressão de que todos foram perfeitos, mas na realidade, isso nem sempre é verdade. Na maioria das vezes, a vida real não é semelhante aos filmes pornôs como imaginam alguns homens. 
Por isso, não se compare a eles, não se cobre e nem fique frustrado por não apresentar um desempenho semelhante aos mostrados naqueles filmes. Apenas faça o seu melhor sem exigir um espetáculo acrobático de si mesmo. Haja naturalmente. Pressão por resultados gera ansiedade e insegurança. .

A mulher
  • Nos filmes, as mulheres são sempre perfeitas, lindas e gostosas;
  • Estão sempre disponíveis para transar;
  • São insaciáveis e sempre querem muito sexo;
  • Nunca rejeitam a relação anal e sempre sentem muito prazer;
  • Sempre gozam;
  • Adoram engolir o esperma do parceiro;
  • Estão sempre bem maquiadas, de salto alto, com uma lingerie super sexy, cheirosas e prontas para o sexo;
  • A área genital e anal, estão sempre totalmente depiladas;
  • Transam em diversas posições, as mais difíceis possíveis e nunca se cansam;
  • Topam tudo e nunca dizem não, até mesmo para um estranho que acabou de conhecer.
  • Participar de uma suruba parece ser tão natural quanto o ato de escovar os dentes.
  • Durante a transa, sempre gritam, gemem, pedem mais, e muitos ais.
A realidade

  • No dia a dia da vida real não é comum você encontrar uma mulher linda e gostosa em cada esquina, que aceite sua paquera com um sorrisinho, e ainda queira fazer sexo casual com você;
  • As mulheres não estarão sempre disponíveis para o sexo, principalmente se você estiver morando junto com a garota. Há ocasiões em que elas costumam alegar alguns motivos para não quererem transar no momento em que você desejar, dentre os quais:
- Está muito tarde da noite para transar e o que ela mais quer no momento       é apenas dormir;
- Cansaço devido a um dia intenso de trabalho;
- Trânsito infernal ao voltar para casa;
- Estresse, dor de cabeça, TPM;
- Ressentimentos ou mágoas devido a um conflito mau resolvido;
Falta de colaboração do parceiro nas tarefas da casa;
- Mau humor ou indisposição;
- Está menstruada;
- Noites mau dormidas devido aos cuidados com o filho pequeno que acorda     no meio da noite;
- Algum tipo de preocupação etc...
  • Na vida real nem sempre as mulheres farão sexo de forma acrobática como aquelas garotas dos filmes, que transam em todas as posições inimagináveis com uma elasticidade de dar inveja a Mulher Elástica (personagem do desenho animado "Os Incríveis"). No mundo real, em determinadas posições é comum elas sentirem dores ou cansaço nos joelhos, nas pernas, no pescoço etc., portanto, sinta-se feliz se além do tradicional "papai e mamãe", vocês fizerem também nas posições de quatro e na de "frango assado", se tiver mais que isso, considere-se um sortudo; 
  • Nem todas as mulheres aceitam o sexo anal. Muitas delas sentem um certo desconforto, não sentem prazer ou simplesmente não curtem.
  • O ânus não será sempre aquele orifício perfeito e cheiroso como um botãozinho de rosa, pronto para receber o seu "amigão". Se a mulher não fizer uma limpeza anal completa, que envolva o canal retal e a região do ânus, poderá sair restos de fezes durante o "vai e vem" da penetração, e acabar com todo o clima.
  • A área genital nem sempre estará totalmente depilada como nos filmes, e em alguma ocasião, dependendo do momento, pode acontecer do cheiro não estar tão agradável;
  • Um número significativo de mulheres não tem o corpo perfeito como aquele imposto pela mídia, sem estrias, celulite ou uma gordurinha à mais;
  • As atrizes pornos estão sempre bem maquiadas, para esconder as imperfeições durante as gravações. Na vida real, essas atrizes não são tão belas quanto pareciam ser. 
  • No mundo real nem todas as mulheres gozarão e verão estrelas e fogos de artifícios. Segundo pesquisas mundo afora, mais de 50% das mulheres não conseguem atingir o orgasmo;
  • As atrizes são pagas para gemer, pedir mais sexo, gritar "yes", "ui", muitos "ais", aceitar tudo e fingir orgasmo.
A verdade é que a indústria pornográfica lucra muito ao alimentar os sonhos secretos de homens e mulheres. Procuram projetar nos filmes as fantasias não realizadas, porque se mostrassem apenas o "feijão com arroz" não fariam tanto sucesso. 
Segundo o ginecologista e sexólogo Ramon Luiz Moreira, "A função da pornografia, para os homens, é realizar virtualmente aquilo que não conseguem fazer na prática, já que em geral, há uma diferença de comportamento entre a mulher da pornografia e a mulher real"

Fantasiar sempre fez parte do imaginário masculino e feminino, porém, mantenha os pés no chão, e acima de tudo, valorize a pessoa que está a seu lado, com defeitos e qualidades, afinal, ela é verdadeira, real, te curte, e quer o seu bem. 

"O grande amante não é aquele que "dá 3", mas aquele que envolve, se emociona, e sente prazer.  A questão é de qualidade, e não quantidade" - Sidney Glina - Médico urologista, especialista em disfunção erétil e escritor.

"Muitos atores pornôs são constantemente submetidos a injeções e remédios para manterem a ereção por um período que a natureza não permitiria" ( By Gabriella Feola - Precisamos falar de pornô - papodehomem.com.br



Luiz Lira
Atuo na área de Recursos Humanos.
Nas horas vagas, gosto de ler, refletir e opinar sobre comportamento, relacionamentos e dilemas do cotidiano. 
Gosto de compartilhar temas que estimulem a reflexão.

Leia mais:

POR QUE O SEXO DA VIDA REAL É TÃO DIFERENTE DA PORNOGRAFIA? http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2013/08/09/noticia_saudeplena,144260/porno.shtml


"Quase todos os homens assistem ocasionalmente a vídeos pornográficos, mas isso não afeta suas relações com as mulheres ou seus comportamentos sexuais, afirmou o pesquisador canadense Simon Louis Lajeunesse, após um estudo de dois anos sobre o assunto.  Na maioria das vezes, explicou Lajeunesse, o que eles querem é só satisfazer uma "fantasia marginal".