quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

AMANTES - ILUSÃO, FANTASIA E REALIDADE



Inebriadas pela ilusão, fantasia e tesão, algumas pessoas supervalorizam seu/sua amante. Dizem que ele/ela estão sempre de bom humor, são compreensivos, divertidos, o sexo é ótimo, etc, etc, etc.
Por outro lado, desvalorizam  o marido/ esposa, ou o companheiro(a) de uma relação estável, minimizando as qualidades e maximizando os pequenos defeitos, para talvez dessa forma, amenizar algum sentimento de culpa. Procuram se justificar culpando o outro. 
Não se trata de entrarmos na questão do falso moralismo do que é certo ou errado, mas é algo para refletirmos.

Ilusão



Até que ponto, e em que condições  a/o amante é melhor?
  • É fácil ser amante com as qualidades citadas no inicio deste texto, simplesmente porque a/o amante não fica com a parte menos agradável do casamento ou da união estável, como pagar as contas, administrar os conflitos cotidianos comuns a qualquer casal, problemas e cuidados com os filhos, parentes chatos, manutenção da casa, rotina diária, etc.
  • Os amantes não tem qualquer obrigação entre si, encontram-se ocasionalmente, e quando não estão a fim de se verem, simplesmente não marcam encontro. Assim, fica fácil mascarar os defeitos e ressaltar apenas as qualidades, ou ainda, esconder o lado menos interessante de cada um, como problemas de ordem pessoal, profissional, cansaço, stress, mau humor, etc. 
  • Como os amantes não vivem juntos no dia a dia, ele só te vê bonita, bem arrumada, cheirosa, disponível e pronta para fazer sexo. Se morassem juntos, será que ela/ele estariam sempre impecáveis, lindos e disponíveis? 
  • Estariam sempre bem humorados e num clima "zen" se tivessem que dividir as tarefas e responsabilidades de cuidar dos filhos, da casa etc.?
  • Será que ele estaria sempre bem animado, sorridente e louco para transar contigo a todo  momento, se tivesse que acordar todos os dias ao seu lado, e vê-la de mau humor, com TPM e cólicas, menstruada, soltando "puns", despenteada, com hálito matinal, sem maquiagem, com os olhos cansados e o rosto amassado, sem o salto alto e aquela lingerie sexi ? 
  • As pessoas que estão casadas ou numa união estável se veem todos os dias, moram juntas. Devido a essa intimidade e exposição diária, o casal se mostra como realmente é, sem máscaras. Não tem como esconder os defeitos e manias. 
  • Com os amantes, ocorre o contrário, eles se veem ocasionalmente, e por poucas horas, por isso, torna-se fácil camuflar os defeitos e mostrar somente aquilo que é conveniente a ambos, ou seja, apenas o lado bom de cada um. Desse modo, fica aquela impressão que a/o amante é uma maravilha, mas, será que se ele/ela assumisse um compromisso contigo, continuaria a ser aquela pessoa "perfeita", sempre agradável, compreensiva e sorridente?  É provável que não. Na convivência diária as diferenças aflorarão.
  • Será que na primeira dificuldade, ou numa doença ele/ela ficaria ao seu lado com todo aquele bom humor e disposição?
Por isso, o homem e a mulher de verdade que merecem ser valorizados, são aqueles que estão num relacionamento sério contigo, como o marido, a esposa, ou a pessoa que está comprometida com você diariamente, em qualquer ocasião da vida, seja nos momentos alegres ou tristes. É ele/ela que aguenta as pressões e cobranças inerentes ao relacionamento e a família. É ele/ela que estará  sempre ao seu lado em qualquer situação, seja ela boa ou ruim, e não apenas nos momentos prazerosos.  Contudo, isso não significa que devamos permanecer num relacionamento no qual estamos infelizes. Nesse caso, devemos refletir, repensar a relação, investir ou desistir.

"É mais fácil ser amante do que ser marido, pela simples razão de que é mais difícil ter espírito (dizer coisas bonitas) diariamente, do que dizer coisas bonitas de vez em quando." - Honoré de Balzac
"É fácil e cômodo fazer apologia ao sexo casual ou a condição de amante, quando você  não  está no papel do homem ou da mulher traída. Amanhã os papéis podem se inverter, e aí?" 
"Não existem amores perfeitos, mas amantes acomodados" - Fernando Pessoa
"A ilusão é o primeiro passo para a decepção, já que ninguém é perfeito" - autor desconhecido



Luiz Lira
Atuo na área de Recursos Humanos.
Nas horas vagas, gosto de ler, refletir e opinar sobre comportamento, relacionamentos e dilemas do cotidiano. 
Gosto de compartilhar temas que estimulem a reflexão.